Gigantes da Idade do Gelo

Organizao e Direitos

Gigantes da Idade do Gelo

A Organização da Exposição Gigantes da Idade do Gelo

Horário e Bilheteira

Reservas e Informações
Telf.: 938 656 191 - Email : O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.
Horário:
Seg a Sexta 10h as 18h - Sábados, Domingos e Feriados *10h as 20 h.
Dia 25/12/2012 encerrado - Dia 01/01/2013 abertura 14h fecho às 19h.

Horário e Bilheteira

Reservas e Informações
Telf.: 938 656 191 - Email : O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.
Horário:
Seg a Sexta 10h as 18h - Sábados, Domingos e Feriados *10h as 20 h.
Dia 25/12/2012 encerrado - Dia 01/01/2013 abertura 14h fecho às 19h.

Gigantes da Idade do Gelo

De 10 Novembro a 3 de Fevereiro

Terreiro das Missas, Lisboa, Portugal

Leia mais:

Gigantes da idade do Gelo

Os Gigantes da idade do Gelo” é uma exposição com cerca de 3.000 mts2 direcionada para o público em geral, especialmente as famílias e crianças que proporciona uma magnifica viagem por um Tempo da vida do Planeta onde podemos encontrar Animais de então já extintos, e a Evolução Humana.


Usando figuras construídas à escala real, “Os Gigantes da idade do Gelo” é uma aventura passada num conjunto de cenários que proporcionarão uma surpreendente experiência pela via do seu realismo.
A visita à Exposição “Os Gigantes da Idade do Gelo” inicia-se numa sala de cinema onde será exibido um documentário sobre a temática, seguindo-se depois a viagem através dos cenários onde os materiais expostos nos levam a uma verdadeira aula de História sobre a evolução do Planeta e do Homem da descoberta do fogo, a caça as gravuras e o cotidiano.


As incríveis Figuras recreadas à escala 1:1 e lembradas pelo filme de banda desenhada “A Idade do Gelo”, são, hoje, das maiores atrações, não só nos Museus mas também numa Exposição como esta. Os Mamutes e os Tigres Dente de Sabre, por exemplo, são figuras geradoras de paixão para todos, desde os mais jovens até aos mais idosos.

Coelodonta Antiquitatis

Coelodonta Antiquitatis 4,50 metros de comprimento por 1,60 de altura
O Rinoceronte-Lanudo era um membro da família dos atuais rinocerontes, que vivia em regiões glaciais e possuía um avantajado casaco de pelo, atingindo cerca de 3,5 m de comprimento, 1,8 m de altura e 3,5 ton de peso.

Alimentava-se de gramíneas e musgos, utilizando-se de seu chifre quando necessário para cavar na neve para obtê-las.

Viveu junto com mamutes, ursos, bois-almiscarados e grandes felinos pré-históricos, com os quais disputava alimentos e defendia suas crias, pois um rinoceronte-lanudo adulto não possuía muitos predadores naturais.

Gliptodonte

Gliptodonte 3 metros comprimento.
O Gliptodonte é um mamífero extinto, membro da ordem Xenarthra (desdentados) família Glyptodontidae. Este animal, relacionado através de um ancestral comum com os atuais tatus, era nativo das Américas.

Moa

Moa 3,10 de altura
As moas são um grupo extinto de aves não voadoras pertencentes à família Dinornithidae.

O grupo era endémico da Nova Zelândia e os seus representantes eram os herbívoros dominantes do seu ecossistema.

Lobo Cavariano

Lobo cavariano 3,50 metros de comprimento por 2,60 mt de altura
O Andrewsarchus mongoliensis, era um mamífero primitivo semelhante a um lobo com o tamanho de um rinoceronte que viveu durante o Eoceno, entre 45 e 40 milhões de anos atrás. Tinha quatro membros com cascos, um corpo e cauda longos. O seu grande focinho possuia dentes afiados e vários molares que eram provavelmente usados para esmagar ossos.

Castoroides sp

O castor-gigante (Castoroides sp.) é um dos maiores roedores que já existiram, chegando a atingir o tamanho de um urso (cerca de 2,7 m de comprimento) e os 250 kg de peso. Viveu há aproximadamente 50 mil anos durante o Pleistoceno na América do Norte.

Este herbívoro utilizava seus dentes para roer vegetações duras como cascas de árvores. Era bom nadador, porém não construía represas; os atuais castores constroem represas para se protegerem de predadores e o tamanho agigantado do castor-gigante o protegia.

Ursus spelaeus

Ursus spelaeus é uma espécie extinta de urso que viveu na Europa durante o Plistocénico e que desapareceu há cerca de 10.000 anos, no fim da última Idade do Gelo. O nome deriva do facto de muitos dos fósseis deste carnívoro terem sido encontrados em cavernas.

Pagina 1 de 5

logoss

“Os Gigantes da idade do Gelo” é uma exposição com cerca de 3.000 mts2 direcionada para o público em geral, especialmente as famílias e crianças que proporciona uma magnifica viagem por um Tempo da vida do Planeta onde podemos encontrar Animais de então já extintos, e a Evolução humana .

Usando figuras construídas à escala real, “Os Gigantes da idade do Gelo” é uma aventura passada num conjunto de cenários que proporcionarão uma surpreendente experiência pela via do seu realismo.